A COPA DO MUNDO E O ENIGMÁTICO  11 CIÊNCIA X TEOLOGIA AVIVAMENTO  OU  MOVIMENTO?! O ENIGMA DA NEGAÇÃO DE PEDRO AS DORES DE PARTO ESTÃO AUMENTANDO!

Considerações Gerais

Resolvi abrir este Espaço para dinamizar o Site;

Para uma melhor visualização do Site use Google Chrome;

Para uma leitura prolongada e confortável use a resolução de Tela de 800 x 600, e ZOOM igual a 100%

Espero atender melhor os Leitores deixando informações que estão dispersas em Comentários;

Por exemplo: Ao abrir o Site e ler atentamente esta página, o Leitor deverá ler a Seção “INTRODUÇÃO” onde estão as demais orientações para um acesso eficiente e uma leitura agradável;

Para ajudar o meu Ministério adquira, através do PAG/SEGURO, o CD DE POESIAS, clicando no Disco/LINK amplamente em exposição, ou no Link “CD DE POESIAS”;

Como não estou obtendo resposta ao meu apelo para o Projeto do CD DE POESIAS, resolvi deixar registrado a minha decepção através do Tópico: INDIFERENÇA E INGRATIDÃO – Ver na Seção “O AUTOR”;

Prezado Leitor se você se sentir abençoado através deste Site não seja mais um indiferente e ingrato.

 

ASSUNTOS MAIS PROCURADOS PELOS LEITORES E POSTADOS NO SITE:

  • Permanência e Filhos de Adão e Eva no Éden;
  • A Arca da Aliança – Seu desaparecimento e Descoberta;
  • Moisés e a Terra de Canaã;
  • O Enigma dos 144 Mil;
  • Os Lenços e Aventais do Apóstolo Paulo;
  • O Oitavo Rei – Apocalipse 17: 11;

São atualmente um Livro Teológico e 70 Artigos que têm enriquecido o Conhecimento dos Leitores, conforme diversos Comentários postados no seguimento dos Artigos; Observe os ícones no alto do Site;

A VOLTA DE JESUS PARA ARREBATAR A SUA IGREJA:

Este Assunto está amplamente desenvolvido e comentado em Artigos;

OS DINOSSAUROS E A BÍBLIA:

Este Assunto também encontra espaço no Site;

 

FALE CONOSCO:

Os Assuntos tratados no FALE CONOSCO que sejam de interesse Geral, eu os postarei neste Espaço;

 

FATOS RELEVANTES NO CENÁRIO MUNDIAL:

Sempre que houver um Fato Relevante no Cenário Mundial eu o mostrarei aqui.

INACREDITÁVEL

Recebi de um Leitor e estou postando para Reflexões;

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=r_2uktcM3cI

 

CIÊNCIA X TEOLOGIA

Meu Site já ultrapassou a marca de um milhão de visitas;

Pense nisso:

Quanto mais alguém se aproxima de Deus, mais é tentado;

Quanto mais é tentado, mais sofre;

Quanto mais sofre, com Amor, mais é abençoado;

Sem contar os números muito antes de ser implantado o contador de visitas, e com o alcance da marca de um milhão de visitas, ocorreram-me as seguintes situações;

Meu carro – Ford Ka – estacionado, sem um motivo aparente trincou o vidro da frente em quase toda a sua extensão;

Uma semana depois, na mesma situação, explodiu o vidro lateral traseiro direito quando eu ainda nem tinha concertado o vidro da frente;

Um dos nossos celulares de um Plano 3G passou a ser utilizado através da Internet, por alguém estranho; Fizemos a reclamação, tivemos reembolsado o valor e bloqueamos a operação;

Recebi uma conta de uso de Cartão de Crédito; Não uso Cartão de Crédito, logo, meu Cartão foi “clonado”; O Banco anulou a compra e Bloqueou o Cartão; Recebi um novo Cartão sem problemas;

Tudo isso aconteceu aproximadamente no período de um mês, entre o mês de março e abril/2014, acompanhado de uma série de outras situações pessoais que não cabe ser divulgada;

Diante do relato acima, depois da provação, vem a Bênção; Ela veio, inicialmente, sob a forma de mais um Artigo que acabo de postar no Site:

CIÊNCIA X TEOLOGIA

http://www.assuntospolemicosdabiblia.com/ciencia-x-teologia/

Este Artigo é o de número 70, por coincidência um número profético e enigmático;

Sugiro a sua leitura e espero que seja abençoado.

Para uma melhor visualização do Site use Google Chrome;

Para uma leitura prolongada e confortável use a resolução de Tela de 800 x 600, e ZOOM igual a 100%

Fique na Paz de Jesus.

Onir

5 Responses to Considerações Gerais

  1. Rubem Luckwu da Silva

    Boa noite irmão, que a paz de DEUS e do seu filho JESUS CRISTO sempre esteja no em
    teu coração.
    Li o livro assuntos polêmicos da Bíblia, muito bom.
    Muitos podem até não acreditar, mais eu não.

  2. João Oliveira

    Onir, veja esta estória.

    Líderes abandonados!
    Será que existe o “crente zumbi”?
    Segundo o folclore holywoodyano, o zumbi é uma espécie de “morto-vivo”, ou seja, é uma pessoa que morreu mas ainda permanece interferindo no mundo dos vivos, de forma material.

    É claro que, biblicamente, isso não existe, pois os mortos não têm mais qualquer contato com os vivos. Mas esta metáfora parece se encaixar perfeitamente com uma espécie de cristão que nem está “morto” nem “vivo”. Como assim?!

    Hoje eu quero refletir com vocês sobre a maneira como a Igreja, como instituição humana, costuma tratar alguns de seus membros (suas “ovelhas”). Em todas as congregações é possível encontrar pessoas que já foram vivas e atuantes na igreja, mas que hoje não passam de meros espectadores cultuais (“papa-sermões” como alguns costumam dizer aqui no Nordeste). Em alguns casos, estas pessoas já foram até líderes na Obra, mas que em sua trajetória de vida cristã levaram uma rasteira do inimigo, e não receberam muito apoio para se levantarem. Resultado: viraram “crentes zumbis”, pois seu amor pela mensagem de salvação as impede de se voltarem totalmente para o mundão, enquanto que a frieza e rigidez das “normas” e “regulamentos” barram o resgate do vigor espiritual de outrora.

    Quero dividir com vocês o exemplo de um ex-pastor, contemporâneo de teologia há uns 10 anos, lá no IAENE. Não citarei nomes, por respeito aos envolvidos. Ficticiamente vamos chamá-lo de PR.

    No final da sua adolescência ele conheceu a mensagem Adventista, batizou-se e tornou-se um destacado membro em sua congregação. Foi amor à primeira vista! Ele costumava dizer que a única função que nunca desempenhou foi a de diaconisa, pois todas as outras ele já havia realizado. Foi ordenado Ancião, e era o braço forte dos pastores distritais em sua igreja local, com grande influência também em outras igrejas do distrito e região.

    Pouco depois de casado, PR resolveu estudar teologia, e foi para o IAENE com sua esposa e filha pequena. Foram 4 anos de muita luta, sofrimento, lágrimas… e até sangue, para ter seu curso concluído. Seu desejo era servir à Obra do Senhor para o resto de sua vida.

    Foi chamado para o ministério, e começou a desempenhá-lo em um promissor distrito em uma cidade de dominação católica no interior do Nordeste. Logo de início os irmãos aprenderam a amá-lo (o que não é difícil para quem o conhece), respeitá-lo e seguir sua liderança. Ele fez daquele distrito morno e sem vida, um dos mais ativos e frutíferos de todo o seu Campo. Suas metas evangelísticas eram audaciosas, e ele conseguia batê-las ano após ano.

    Mas o inimigo já havia determinado que a vida de PR seria abalada, e era sua missão destruir aquele bonito ministério. E assim o diabo conseguiu…

    PR cometeu um dos 3 pecados imperdoáveis para um pastor Adventista. Infelizmente, desde o seminário os professores já costumavam alertar que as 3 armas que o diabo utiliza para derrubar um pastor são: mulheres, dinheiro ou poder. Quantos têm sucumbido diante destas arapucas!

    Com apenas 2 anos e alguns meses de ministério pastoral, o jovem PR foi desligado da Obra Adventista. Envergonhado, ele mudou-se com sua esposa e filhos para a capital do Estado onde residiam, para tentarem recomeçar a vida destroçada. Mas outros golpes ainda viriam… Ele e a esposa foram excluídos da Igreja (ela inocentemente, pois pediu para ser desligada junto com seu marido, por entender que estavam sendo exageradamente duros com ele, haja vista que o erro que ele cometeu não merecia tanta intolerância). A filha mais velha adoeceu, e agora sem a cobertura do plano de saúde, tiveram que mendigar nos gabinetes de assessores políticos para que a menina fizesse um custoso exame, pois havia suspeita de grave doença. O que acabou por confirmar-se.

    Sozinhos, esquecidos pelos ex-colegas de ministério, pelos “pastores” com quem já haviam trabalhado por tantos anos, longe dos familiares, sem poderem trabalhar ativamente na Igreja… o casamento também foi se desgastando.

    Encurtando a estória, que é muito longa e triste, PR vive hoje como ex-Adventista. Não prega, não dirige lição na Escola Sabatina, foi impedido até mesmo de dirigir seminários de estudos na igreja que estava frequentando. Todo o seu potencial foi colocado de lado. O inimigo, certamente, dá gargalhadas quando olha para este jovem ex-pastor.

    Constrangido com a situação, ele visita igrejas diferentes a cada sábado, na esperança de que não o conheçam, não se lembrem dele como “pastor PR”. Como eu sou um dos poucos que conhece sua história (até mesmo porque quase ninguém se interessou em ouvi-lo, chorar com ele, emprestar-lhe o ombro…), sei que ele sofre muito, pois ainda é apaixonado pela mensagem que um dia abraçou, e a qual dedicou os melhores anos de sua juventude. Trabalhava até pouco em uma profissão que não lhe trazia muito prazer, que servia apenas para pagar as contas do mês, pois o que ele queria mesmo era estar pregando, dando aconselhamento, dirigindo conferências, classes bíblicas, encontros de casais, de jovens, plantando novas igrejas, etc. Que talento desperdiçado!

    Creio que faltou discernimento e tolerância aos que “julgaram” o caso do PR, pois a Bíblia dá claras evidências de que a maneira como Jesus tratava casos semelhantes era muito diferente. Lembram de Manassés? De Madalena? De Pedro? De Marcos? Infelizmente não apareceu nenhum “Barnabé” na vida do PR quando ele mais precisou. Apenas os “doutores da lei” que, como Paulo, não tiveram disposição de lher dar uma segunda chance (relembre aqui).

    Como Igreja, os Adventistas têm uma linda e poderosa mensagem de justificação pela fé, de perdão, de restauração, de transformação de vida. Mas, muitas vezes, tem-se esquecido de praticar esta libertadora Verdade.

    Setenta vezes sete… cremos mesmo nisso?! Ou achamos que um erro repetido não merece perdão?!
    “Eu também não te condeno”… se Ele proferiu tais palavras, por que nós, miseráveis pecadores, insistimos em condenarmo-nos mutuamente?!
    O Deus da segunda chance… será que esta frase só ganha significado quando utilizada em algum arranjo musical?!
    “Senhor, quando foi que Te vimos com frio, fome, nu…?” – nossos olhos estão tão fechados pela “letra da lei” que não conseguimos enxergar Jesus naqueles que mais necessitam dEle.

    Há alguns meses, estudamos um trimestre inteiro (por 13 semanas!) sobre a REDENÇÃO EM ROMANOS, mas a maravilhosa mensagem daquele livro parece não passar de teoria na vida de muitos, especialmente líderes e “pastores”.

    Um “crente zumbi”, é assim que eu definiria o meu amigo PR. Já o aconselharam até mesmo a mudar de denominação, e procurar uma que o aceite e lhe dê uma outra oportunidade de servir a Deus como pastor. Mas ele ama a Igreja Remanescente, e não consegue frequentar uma que o aceite, mas que rejeite a fé que ele guarda no coração. Por outro lado, o “sedentarismo espiritual” está minando sua vida religiosa, deixando-o cada vez mais vulnerável ao golpe fatal do inimigo.

    Para afundá-lo ainda mais, há pouco tempo ele separou-se da esposa, pois a convivência já estava quase insuportável. Sabe quantos ex-colegas o visitaram ou mandaram um simples e-mail de apoio, desde que começou esta tempestade em sua vida? Sabe quantos secretários ministeriais se preocuparam em ligar para ele para saber como estava sua família, sua vida, suas dores? Sabe quantas vezes o presidente que o dispensou do ministério foi em seu lar para orar com ele, e tentar resgatar esta alma que se estava desgarrando do rebanho?

    Espero que PR esteja no Céu, junto com sua ex-esposa, filhos e amigos verdadeiros. Mas fico imaginando qual seria a reação daqueles que o encontrarem lá, mas que não fizeram nada para ajudá-lo a vencer os desafios da jornada…

    Reserve um tempo para orar por este jovem ex-pastor, pois o diabo não merece ser vitorioso em mais esta batalha.

    “mas onde abundou o pecado, superabundou a graça” (Rom. 5:20)

    • Prezados Leitores

      Não sou um Adventista, sou um Assembleiano, porém quero deixar claro que postei o Comentário acima por ser um problema que envolve todos os Sistemas Religiosos Evangélicos, e serve de Reflexão para todos nós;

      Onir

  3. Otimo, artigo!
    Quantos PR temos a nossa volta e nem percebemos!
    oremos por ele, e sua familia!
    Denise Anghinetti

  4. Onir,
    Você tem problemas, realmente?!
    Certa vez ouvi um testemunho que me tocou profundamente. Foi na igreja central de Natal-RN.

    Há uns 14 anos uma jovem iniciava sua vida de casada com um rapaz, cuja cerimônia foi realizada no próprio templo central de Natal. As juras de amor eterno foram trocadas, e parecia que tudo caminhava para um “felizes para sempre”.

    Porém, alguns meses depois, a jovem sofreu um acidente que a deixou paralisada do pescoço para baixo, com liberdade de apenas alguns movimentos rápidos, porém dolorosos, dos braços até à altura dos cotovelos. O mundo começava a desabar…

    O amor eterno que seu noivo lhe jurara diante do altar, parece que não era tão “eterno” assim. Ele a abandonou. Ela, agora, tinha que retornar a viver com seus pais, que a acolheram com todo amor, carinho e dedicação. Este amor, sim, é eterno… AGAPE!

    Os anos se passaram e os sofrimentos continuam. Hoje, esta jovem depende quase que totalmente dos cuidados de terceiros. São inúmeros os medicamentos que ela precisa tomar contra as dores e os espasmos musculares (parecidos com cãibras), que lhe acometem contínua e diariamente.

    Uma enfermeira ajuda a cuidar da nossa irmã durante o dia, de segunda à sexta-feira. Aos finais de semana e feriados, os cuidados ficam exclusivamente com seus pais e seu irmão (que fez Teologia no UNASP). Esta enfermeira recebe estudos bíblicos da sua “paciente”, que tem tanta consideração e fervor missionário que faz questão de escrever, ela própria, as lições. Mas tem um detalhe…

    Como não tem os movimentos completos dos braços, ela usa a seguinte “artimanha”: prende o fundo da caneta na ponta dos lábios e, com os pulsos unidos, ela guia a ponta da caneta no papel, para pode escrever. Conseguiu visualizar?! Que amor pelo evangelismo!

    O irmão Marcos André, que relatou o testemunho para as centenas de pessoas presentes ao culto de sábado, contou emocionado que não pode deixar de admirar o brilho no olhar desta jovem heroína. Ela poderia estar resmungando, criticando, praguejando… mas não! O brilho em seus olhos revelam o profundo amor que ela sente por Jesus, e a certeza inabalável de que as promessas de cura e restauração físicas a alcançarão, se não antes, mas certamente no momento do retorno glorioso do Seu Amigo e Salvador – JESUS CRISTO.

    As pessoas presentes, pelo menos aquelas que ainda não se deixaram insensibilizar pela podridão deste mundo, ouviam cada palavra com os olhos marejados de lágrimas, diante de tamanha fé e vontade de viver de forma útil e digna, apesar de tudo.

    Mas o ponto alto foi quando seus pais, guerreiros incansáveis, foram convidados a subirem à plataforma para que todos os conhecessem. Sua mãe, a irmã Josefa, estava visivelmente emocionada. Seu pai, o irmão Adailton, um dedicado e zeloso Ancião da igreja central, também lá estava. Todos puderam conhecer estes dois exemplos de abnegação, dedicação, amor e fé. E eu também lá estava, sentado no terceiro banco, ao lado da minha esposa e filhas, e com o mesmo nó na garganta que estou agora, ao escrever de forma resumida para vocês o que ouvi na ocasião.

    Saí dali com algumas certezas:

    1. Aquela jovem merecia um marido melhor. Um que a amasse de verdade, na “alegria ou na tristeza”, na “saúde ou na doença”. Ela não merecia ter sido abandonada desta forma (para “completar”, recentemente ela foi intimada a se “deslocar” até outro Estado para a audiência do divórcio… pode!?).

    2. Quando a Bíblia diz que os filhos devem honrar pai e mãe é porque esta “dupla dinâmica” são o mais puro reflexo do amor divino, um amor que ama sem reservas, sem “poréns”. Ama pelo simples desejo de amar. Nem todos pais são assim, mas esta é outra história.

    3. Quantas vezes reclamo de coisas banais, achando que tenho problemas com P maiúsculo! Nós, egoístas por natureza, reclamamos e até blasfemamos de Deus quando algo dá errado, quando não temos a casa que gostaríamos, o carro que vimos na TV, a roupa usada na novela. Reclamamos quando está chovendo e quando o sol está forte. Reclamamos quando estamos gordinhos ou magrinhos demais; quando o nariz é grande e quando é pequeno; quando o salário não dá para vivermos no luxo; quando a comida não tem o requinte das “celebridades”… Reclamamos quando a igreja não tem ar condicionado, ou quando os bancos não são tão confortáveis… também o fazemos quando o sermão é curto demais ou longo demais. Puxa vida! Como reclamamos!

    4. Existem pessoas que vivem, REALMENTE, uma vida difícil, cheia de privações, limitações, preconceitos, humilhações… mas estão vivendo felizes, perseverantes. Vivem para superar os desafios, e não para serem vencidas por eles. Enquanto perco tempo olhando para a “vida dura” que levo, esqueço daqueles que não têm um teto para dormir, o “arroz com feijão” básico para comerem todos os dias, uma roupa quentinha para se protegerem do frio da noite; não têm as mãos, os braços, as pernas… não veem, não ouvem, não falam… não têm família, amigos, pais, filhos… muitas vezes, nem “irmãos”. Mas vivem… e felizes!

    Você tem problemas? Tem nada! Outros os têm muito maiores que eu e você, mas não se abatem como nós nos abatemos.

    Prezada Riane, você é uma heroína! Fico feliz em saber que ainda existem cristãos com a sua fé, mesmo em meio a tanta frieza espiritual por parte dos “santarrões perfeitos” que abarrotam nossas congregações.

    Quero convidar você, caro amigo e amiga do blog, a incluir estas 3 pessoas maravilhosas em suas orações: Adailton, Josefa e Riane. Um dia você terá o privilégio de conhecê-los, pois o Rei vem vindo! Maranata!

    “tudo posso nAquele que me fortalece” (Filip. 4:13).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Copyright © 2014. All Rights Reserved. Designed by PsPrint online printing
Thanks to: Try free printable calendar templatesCustom calendar printinghomeinbayarea.com